Home / Notícias / Vereadores de Araucária no Paraná aumentam seus salários em 60%
Nitronews

Vereadores de Araucária no Paraná aumentam seus salários em 60%

Em  descompasso com a realidade financeira e política do Brasil,  os vereadores de Araucária  derrubaram hoje 29 de janeiro o veto do prefeito que impedia que eles aumentassem seus salários em mais de 60%. Em uma sessão extraordinária cheia de alfinetadas e acusações ao prefeito e seus secretários a presidente da Câmara fez um discurso belo para adoçar a boca e logo em seguida, deu seu voto CONTRA o veto, alegando que a prefeitura não tem competências para VETAR nada na Câmara.

A vereadora Tatiana Nogueira fez um discurso demagogo dizendo estar a favor da população mas não titubeou na hora de votar CONTRA o veto.  Sem a pressão  da população , os vereadores fizeram uma encenação alegando que o veto era inconstitucional e que nem deveriam estar ali . Alguns cidadãos presentes acabaram se exaltando e batendo boca com a vereadora .

Os vereadores que votaram pela manutenção do veto e contra o aumento foram: Fábio Alceu, Aparecido da recilcagem e Elias

VOTARAM PELA DERRUBADA DO VETO:
Celso Nicácio
Fabio Pedroso
Germaninho Krzyzanowski
Lucia de Lima
Amanda Nassar
Tatiana Nogueira
Xandão

O vereador Claudinho (PPS) não compareceu a sessão.

 

Você pode apoiar e incentivar a RedeBrasil.NET para que este trabalho continue repercutindo nas redes sociais através de um ATIVISMO INDEPENDENTE. Compartilhe nossos posts em seus grupos e contribua mensalmente conosco.

Apoie-nos com qualquer valor através do PAYPAL clicando no botão abaixo, ou:

 


Deposite diretamente em nossa conta:

Caixa Econômica Agência: 3492  -  OP 013

Conta POUPANÇA : 000.61359-9

Udson Cordeiro Coelho CPF: 702.083-289-04



Comente esta notícia

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Check Also

MBL lança vídeo para contrapor documentário de Petra Costa

Por favor, ajude-nos a espalhar esta mensagem para o mundo. Petra Costa, diretora de "The Edge of Democracy", indicada ao Oscar, é uma mentirosa.