Home / Notícias / Sérgio Moro transfere Marcola para Brasília e desagrada políticos
Nitronews

Sérgio Moro transfere Marcola para Brasília e desagrada políticos

Secretário da SSP, Anderson Torres disse que já entrou em contato com o governador Ibaneis Rocha para discutir a permanência do líder do PCC na capital federal. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, também já foi acionado.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, criticou a decisão de Sergio Moro de transferir Marcola para um presídio de segurança máxima de Brasília.

“Já pedi à procuradoria para preparar uma ação judicial, com base na lei de segurança nacional. Essa atitude do ministro Moro demonstra que ele não conhece nada de segurança, realmente”, afirmou neste sábado, durante visita ao evento “SOS DF Justiça”.

Após a chegada do número 1 do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Brasília, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, telefonou diretamente para o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, para pedir ajuda. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres, que não deu detalhes de como o governo federal se posicionou diante da solicitação. Mas, em entrevista ao Correio Braziliense, Torres disse que só a permanência da Força Nacional ao redor do presídio federal não é suficiente. Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, está no Presídio Federal de Brasília desde o início da tarde desta sexta-feira (22/3).

 

Você pode apoiar e incentivar a RedeBrasil.NET para que este trabalho continue repercutindo nas redes sociais através de um ATIVISMO INDEPENDENTE. Compartilhe nossos posts em seus grupos e contribua mensalmente conosco.

Apoie-nos com qualquer valor através do PAYPAL clicando no botão abaixo, ou:

 


Deposite diretamente em nossa conta:

Caixa Econômica Agência: 3492  -  OP 013

Conta POUPANÇA : 000.61359-9

Udson Cordeiro Coelho CPF: 702.083-289-04



Comente esta notícia

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*