Home / Notícias / E vem aí o REVOGAÇO da BIC de B17. Qual lei você revogaria?
Nitronews

E vem aí o REVOGAÇO da BIC de B17. Qual lei você revogaria?

A “despetização” da Casa Civil, e de todo o Governo não ficará somente a limpeza de cargos e de assessores, 

Ao chegar para uma reunião com seu colega Paulo Guedes, Onyx disse que Jair Bolsonaro pediu aos 22 ministros uma lista de leis que, segundo eles, devem ser revistas. “Ele cobrou de todos, e todos estão trabalhando para os decretos que a gente chama de ‘revogaço’, que é a revogação da legislação que atrapalha a vida das pessoas”, afirmou o ministro, sem dar detalhes.

A ansiedade da população em ser aliviada por tantas leis que fizeram da vida do brasileiro um verdadeiro inferno.  Veja abaixo uma lista de propostas de leis apresentadas por parlamentares no ano de 2015:

Projetos de lei apresentados em maio de 2016:

Luiz Carlos Hauly (dep. fed. PSDB-PR) quer que ensino superior vire competição. Só os primeiros colocados passam. Os outros bombam mesmo se tirarem média.

Carlos Bezerra (dep. fed. PMDB-MT) quer criminalizar o ultraje a símbolos nacionais. Mudar a mensagem da bandeira nacional renderá dois anos de prisão.

Zé Geraldo (dep. fed. PT-PA) quer que 17 de abril, data da votação do impeachment no Congresso, entre para o calendário oficial como Dia do Golpe Parlamentar.

Projetos de lei apresentados em abril de 2016:

Irajá Abreu (dep. fed. PSD-TO) quer que apenas cidadãos com ensino superior possam se candidatar a cargos políticos – desde presidente até vereador.

Rômulo Gouveia (dep. fed. PSD-PB) quer que todos os hospitais do País denunciem à polícia qualquer caso de aborto para punir os envolvidos.

Franklin Lima (dep. fed. PP-MG) deseja que todos os eclesiásticos sejam isentos da prestação do serviço militar obrigatório.

Projetos de lei apresentados em março de 2016:

Davi Alcolumbre (senador DEM-AP) quer que hotéis e motéis não paguem taxas para poderem reproduzir músicas em seus ambientes.

Chico Sardelli (dep. est. PV-SP) sugere que no dia 3 de janeiro seja comemorado o Dia do Fusca em todo o Estado de São Paulo.

Alberto Fraga (dep. fed. DEM-DF) quer proibir a venda de bebida alcoólica fora dos estádios, e não apenas dentro deles, em dias de jogos.

 

Projetos de lei apresentados em fevereiro de 2016:

Ronaldo Martins (dep. fed. PRB-CE) defende que pais com 60 anos ou mais sejam liberados de ser presos se não pagarem pensão alimentícia aos filhos.

José Carlos Aleluia (dep. fed. DEM-BA) sugere que condenados por crimes hediondos possam ter sua pena estendida, mesmo após o cumprimento.

Cristovam Buarque (dep. fed. PDT-DF) defende que os governantes tenham seu mandato revogado caso a maioria do eleitorado esteja insatisfeita.

 

Projetos de lei apresentados em janeiro de 2016:

Marcelo Belinati (dep. fed. PP-PR) defende que policiais possam preparar flagrantes e usá-los como provas. Ou seja: criar situações para pegar e prender bandidos de surpresa (sejam eles ladrões de carro ou pedófilos).

Aureo (dep. fed. Solidariedade-RJ) quer que futuros motoristas não precisemm frequentar aulas de legislação na formação de condutores.

Carlos Marun (dep. fed. PMDB-MS) quer ver publicados os nomes dos vencedores de loterias com prêmios superiores a 2 mil salários mínimos.

 

Projetos de lei apresentados em dezembro de 2015:

Takayama (dep. fed. PSC-PR) quer criar o cargo de deputado federal ultramarino – parlamentar que atue fora do Brasil, em países com mais de 100 mil brasileiros residentes.

Acir Gurgacz (senador PDT-RO), Lasier Martins (senador PDT-RS) e Paulo Rocha (senador PT-PA) sugerem que trotes telefônicos a serviços públicos sejam punidos com multa de R$ 500 e/ou suspensão da linha por até três meses.

 

Projetos de lei apresentados em novembro de 2015:

Eduardo Bolsonaro (dep. fed. PSC-SP) defende que o Estado empreste armas de fogo a cidadãos cujas armas particulares foram apreendidas.

Helder Salomão (dep. fed. PT-ES) quer que as escolas adotem em suas grades de ensino a história cigana.

JHC (dep. fed. PSB-AL) quer que jogos eletrônicos sejam reconhecidos como esporte.

 

Projetos de lei apresentados em outubro de 2015:

Marcelo Belinati (dep. fed. PP-PR) quer que a comemoração de todos os feriados seja antecipada para segunda-feira. A ideia é acabar com emendas.

Reginaldo Lopes (dep. fed. PT-MG) propõe que o município de Monte Sião (MG) receba o título de “Capital Nacional da Moda Tricô”

Newton Cardoso Jr (dep. fed. PMDB-MG) quer estender a proibição do consumo de bebidas alcoólicas para menores de 21 anos.

 

Projetos de lei apresentados em setembro de 2015:

Ezequiel Teixeira (dep. fed. Solidariedade-RJ) quer que deixe de ser infração de trânsito o não pagamento de pedágio nas rodovias.

Renata Abreu (dep. fed. PTN-SP) defende que, durante campanha eleitoral, os candidatos sejam proibidos de usar disfarces ou fantasias. É o fim do Raio Privatizador, do Tiririca…

Daniel Vilela (dep. fed. PMDB-GO) quer que funcionários públicos possam trabalhar em home-office.

 

Projetos de lei apresentados em agosto de 2015:

Heráclito Fortes (dep. fed. PSB-PI) quer que os ventos sejam patrimônio da União, para o Estado receber royalties a partir da geração de energia eólica.

Silvio Costa (dep. fed. PSC-PE) defende que todo ciclista seja obrigado a emplacar suas bicicletas e pagar licenciamento.

Pastor Franklin (dep. fed. PTdoB-MG) quer que você possa pedir indenização em caso de violação de deveres conjugais – ou seja, se for traído.

 

Projetos de lei apresentados em julho de 2015:

Cabuçu Borges (dep. fed. PMDB-AP) quer criar, das 19 às 21 horas, todos os dias, uma Voz do Brasil na TV. Seriam programas curtos, de 5 minutos, no meio da programação.

Silvio Costa (dep. fed. PSC-PE) defende que todo site ou blog exija nome e CPF de quem comenta nas postagens.

Gilberto Nascimento (dep. fed. PSC-SP) quer que doadores de sangue tipo O sejam privilegiados e tenham dois dias de folga do trabalho. Os demais tipos só teriam um.

 

Projetos de lei apresentados em junho de 2015:

Capitão Augusto (dep. fed. PR-SP) pretende transformar o rodeio em patrimônio cultural imaterial do Brasil.

Goulart (dep. fed. PSD-SP) quer liberar rojões e outros fogos de artifício para membros de torcidas organizadas (mas não torcedores comuns).

Alberto Fraga (dep. fed. DEM-DF) defende que policiais expulsos da corporação tenham direito a pensão militar.

 

Projetos de lei apresentados em maio de 2015:

Irajá Abreu, deputado federal pelo PSD-TO, quer tirar a responsabilidade dos partidos no caso de abusos eleitorais. Apenas candidatos seriam multados.

Luiz Nishimori, deputado federal do PR-PR, defende isentar de impostos de importação, Cofins e ICMS todos os artigos voltados para a prática de golfe.

Victório Galli, deputado federal pelo PSC-MT, quer que 18 de junho seja considerado Dia Nacional da Igreja Assembleia de Deus.

Projetos de lei apresentados em abril de 2015:

Alberto Fraga, deputado federal pelo DEM-DF, para que ele defenda que, quando um policial mata alguém, o ato seja sempre considerado legítima defesa.

Décio Lima, deputado federal pelo PT-SC, para que ele proíba funcionários do Ministério Público e juízes de postarem coisas na internet.

João Rodrigues, deputado federal pelo PSD-SC, para que seja liberado o porte de armas a caminhoneiros e taxistas.

Você pode apoiar e incentivar a RedeBrasil.NET para que este trabalho continue repercutindo nas redes sociais através de um ATIVISMO INDEPENDENTE. Compartilhe nossos posts em seus grupos e contribua mensalmente conosco.

Apoie-nos com qualquer valor através do PAYPAL clicando no botão abaixo, ou:

 


Deposite diretamente em nossa conta:

Caixa Econômica Agência: 3492  -  OP 013

Conta POUPANÇA : 000.61359-9

Udson Cordeiro Coelho CPF: 702.083-289-04



Um commentário

  1. Dirletesilveira

    Revogar o AUMENTO ABSURDO DO STF.

Comente esta notícia

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*