Home / Notícias / 31 de março volta a ser comemorado contariando governos anteriores
Nitronews

31 de março volta a ser comemorado contariando governos anteriores

Bolsonaro determinou que Defesa faça as ‘comemorações devidas de 1964.

Jair Bolsonaro determinou ao Ministério da Defesa que faça as “comemorações devidas” pelos 55 anos do golpe militar de 1964, registra o G1. A informação foi transmitida à imprensa pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. O golpe que depôs João Goulart faz aniversário neste domingo, 31 de março.

 

Em 2011, a então presidente Dilma Rousseff, ex-militante, terrorista e chefe de movimentos paramilitares, orientou aos comandantes da Aeronáutica, do Exército e da Marinha a suspensão de qualquer atividade para lembrar a data nas unidades militares.

O Planalto pretende unificar as ordens do dia, textos preparados e lidos separadamente pelos comandantes militares. Pelos primeiros esboços que estão sendo feitos pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, o texto único ressaltará as “lições aprendidas” no período, mas sem qualquer autocrítica aos militares. O período ficou marcado pela morte e tortura de dezenas de militares que se lutaram para desbaratar a guerrilha no interior do Brasil.

O texto também deve destacar o papel das Forças Armadas no contexto atual. De volta ao protagonismo no País, militares são os principais pilares de sustentação do governo Bolsonaro.

Por isso, generais da reserva disseram à reportagem que no entendimento da cúpula das Forças Armadas e do próprio presidente, a mensagem precisa ser “suave”.

Eles afirmam que não querem nenhum gesto que gere tumulto porque não é hora de fazer alarde e/ou levantar a poeira. O momento, dizem, é de acalmar e focar em reverter os problemas econômicos, como reduzir o número de desempregados.


APOIE NOSSO PROJETO


A RedeBrasil.NET é uma webrádio anticomunista que a quase 3 anos está 24hs no ar trabalhando em favor da sociedade conservadora e de valores. Nossa intenção é conscientizar a população brasileira que estamos sendo governados por 35 facções criminosas disfarçadas de partidos políticos que implantaram seus amigos nas 4 esferas de poder a saber: Executivo, legislativo, judiciário e o TSE. Contribua para que consigamos permanecer no AR e ampliarmos nosso raio de ação. Apoie com sua contribuição mensalmente pelo paypal clicando no botão abaixo ou fazendo uma contribuição nas contas abaixo.






Deixe seu comentário para este post

Seu email não será mostrado publicamente. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

x

Check Also

Juiza Eliana Calmon desabafa sobre a dificuldade de punir juízes

Assista e tire suas conclusões sobre as leis do Brasil