Bolsonaro decreta o fim dos sindicatos mamadores

Bolsonaro decreta o fim dos sindicatos mamadores

Bolsonaro decreta o fim dos sindicatos mamadores

O presidente Bolsonaro acaba de decretar o fim dos sindicatos. Sua medida provisória editada nesta sexta-feira publicada em  edição extra no diário oficial acaba com as tentativas de sabotagem da reforma trabalhista por parte da Justiça do Trabalho. O fim da OBRIGATORIEDADE do desconto em folha dos funcionários da contribuição sindical acaba com a mamata dos milhares de sindicatos existentes no Brasil.

 

Apesar do que havia sido estabelecido pela reforma, o Tribunal Superior do Trabalho e as as instâncias regionais da Justiça do Trabalho vinham autorizando a obrigatoriedade das contribuições decididas por meio de assembleias coletivas — que de coletivas não tinham nada. Participavam delas apenas os suspeitos de sempre, ligados a partidos políticos.

 

A partir de agora, fica proibido qualquer desconto de contribuição sindical. Ela não poderá mais ser descontada na folha e só deverá ser paga por meio de boleto bancário desde que o trabalhador integrante de um sindicato queira fazê-lo.

Bolsonaro quebrou as pernas de pau dos sindicalistas de toga e sem toga

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com