Home / Notícias / Bolsonaro decreta o fim dos sindicatos mamadores
Nitronews

Bolsonaro decreta o fim dos sindicatos mamadores

O presidente Bolsonaro acaba de decretar o fim dos sindicatos. Sua medida provisória editada nesta sexta-feira publicada em  edição extra no diário oficial acaba com as tentativas de sabotagem da reforma trabalhista por parte da Justiça do Trabalho. O fim da OBRIGATORIEDADE do desconto em folha dos funcionários da contribuição sindical acaba com a mamata dos milhares de sindicatos existentes no Brasil.

 

Apesar do que havia sido estabelecido pela reforma, o Tribunal Superior do Trabalho e as as instâncias regionais da Justiça do Trabalho vinham autorizando a obrigatoriedade das contribuições decididas por meio de assembleias coletivas — que de coletivas não tinham nada. Participavam delas apenas os suspeitos de sempre, ligados a partidos políticos.

 

A partir de agora, fica proibido qualquer desconto de contribuição sindical. Ela não poderá mais ser descontada na folha e só deverá ser paga por meio de boleto bancário desde que o trabalhador integrante de um sindicato queira fazê-lo.

Bolsonaro quebrou as pernas de pau dos sindicalistas de toga e sem toga

 


APOIE NOSSO PROJETO


A RedeBrasil.NET é uma webrádio anticomunista que a quase 3 anos está 24hs no ar trabalhando em favor da sociedade conservadora e de valores. Nossa intenção é conscientizar a população brasileira que estamos sendo governados por 35 facções criminosas disfarçadas de partidos políticos que implantaram seus amigos nas 4 esferas de poder a saber: Executivo, legislativo, judiciário e o TSE. Contribua para que consigamos permanecer no AR e ampliarmos nosso raio de ação. Apoie com sua contribuição mensalmente pelo paypal clicando no botão abaixo ou fazendo uma contribuição nas contas abaixo.






Deixe seu comentário para este post

Seu email não será mostrado publicamente. Os campos obrigatórios estão marcados *

*

x

Check Also

Juiza Eliana Calmon desabafa sobre a dificuldade de punir juízes

Assista e tire suas conclusões sobre as leis do Brasil