Home / Intervenção Militar / Na reserva, General Mourão agora se torna o diapasão das Forças.
Na reserva, General Mourão agora se torna o diapasão das Forças.

Na reserva, General Mourão agora se torna o diapasão das Forças.

Após sua ida para a reserva, o Gen. Morão começa a falar aquilo que 86% da população quer ouvir e quer que aconteça. “A intervenção do Rio é meia-sola”, acertou mais uma vez já que os soldados não estão resguardados pela “lei” comunista do Brasil. “O interventor está como cachorro acuado” é na verdade a verdadeira posição do general interventor, ele está sem poderes políticos e pode se tornar uma armadilha para o próprio exército que em última instância não se submeterá ao crime organizado.

VEJA: Após a cerimônia que formalizou a sua ida para a reserva, nesta quarta-feira, 28, o general Antônio Hamilton Mourão fez críticas à intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro e à classe política, disse estar disposto a auxiliar na campanha do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência e elogiou um torturador do regime militar. Mourão ficou conhecido por, entre outras polêmicas, defender intervenção militar no país. O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, participou da cerimônia.

“O general Braga Netto (interventor no Rio) não tem poder político, é um cachorro acuado e não vai conseguir resolver dessa forma”, disse Mourão a jornalistas. “É uma intervenção meia-sola”, emendou ele, acrescentando que todos os integrantes do governo fluminense, incluindo o governador do estado, Luiz Fernando Pezão, também deveriam ser afastados. “Se é intervenção, é intervenção. Já que há o desgaste, vamos nos desgastar por inteiro”, afirmou.

Questionado se achava que a intervenção não daria certo, Mourão respondeu: “poderemos até reorganizar a Segurança Pública, que é a tarefa principal. O Rio de Janeiro é o estado do crime organizado. Tem o colarinho branco e o ladrão de celular, e os dois níveis estão representados”.

O general disse ainda que não será candidato a qualquer cargo nas eleições de outubro, mas apenas à presidência do Clube Militar. Mourão prometeu, contudo, ajuda em ações de planejamento à candidatura de Jair Bolsonaro. “Se tiver que subir no palanque, eu subo”, disse o agora general da reserva.


APOIE NOSSO PROJETO


A RedeBrasil.NET é uma webrádio anticomunista que a quase 3 anos está 24hs no ar trabalhando em favor da sociedade conservadora e de valores. Nossa intenção é conscientizar a população brasileira que estamos sendo governados por 35 facções criminosas disfarçadas de partidos políticos que implantaram seus amigos nas 4 esferas de poder a saber: Executivo, legislativo, judiciário e o TSE. Contribua para que consigamos permanecer no AR e ampliarmos nosso raio de ação. Apoie com sua contribuição mensalmente pelo paypal clicando no botão abaixo ou fazendo uma contribuição nas contas abaixo.








  1. O general Mourão admite que os militares (a.k.a. “ALTO COMANDO das FA”) sabiam da existência do “Foro de São Paulo” há muitos anos? ? ? ?… Então, POR QUE os generais deixaram que a organização criminosa lulopetista saqueasse o país (impunemente!!!) e transferisse BILHÕES DE US$ (de dinheiro público, via BNDES) para os regimes marxistas de Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Zimbabwe, Palestina, Iran e muitos outros “SHITHOLES” do terceiro mundo ? ? ? 😡 POR QUE ? ? ?… Se não foi por CUMPLICIDADE, foi por COVARDIA!!! De qualquer forma, isto configura em CRIME DE TRAIÇÃO À PÀTRIA, por parte dos membros do Alto Comando das Forças Armadas! Percebem, ou não ? ? ?

Você é capaz de comentar esta notícia?

seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Rolar para cima
x

Apoie este projeto em favor do FIM DO COMUNISMO no Brasil

A RedeBrasil.NET está a 3 anos, 24hs, no AR contra o comunismo, socialismo, Foro de São Paulo. Apoie e incentive este projeto contribuindo com nossa webrádio e canal do youtube (RedeBrasil.NET) através do PayPal ou pelo meios disponíveis no site. Agradecemos por seu apoio.