Home / Notícias / Ministro do TSE dá seguimento a ação que pede Haddad inelegível

Ministro do TSE dá seguimento a ação que pede Haddad inelegível

Jorge Mussi, do TSE, deu prosseguimento a uma ação em que a coligação de Jair Bolsonaro  pediu que Fernando Haddad e sua vice, Manuela D’Ávila, sejam declarados inelegíveis, informa o G1.O PSL e seus aliados haviam pedido a investigação do suposto apoio irregular do governo da Paraíba ao candidato petista. Os advogados de Bolsonaro alegam que o governador Ricardo Coutinho, do PSB, teria dado apoio ao petista “com todo seu staff e toda a estrutura política e administrativa”.

Também acusam o reitor e o vice-reitor da UFPB de usar a estrutura da universidade para “fomentar” a candidatura de Haddad.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*