Home / Eleições no Brasil / Dossiê Amoedo

Dossiê Amoedo

Amoêdo começa a carreira em meado dos anos 80 com duas formações universitárias completas (engenharia e adm/ UFRJ e PUC) aos 22 anos é contratado como trainee no Citibank; (lembrem-se, para a época uma formação ja era digna de nota e indicador de família abastada, o que obviamente, não é crime e MUITO MENOS DEMÉRITO, mas é um inegavel facilitador de conexões)

– Apenas 3 anos depois salta de trainee para diretor, aos 25 anos Amoedo é convidado para o BBA e rapidamente salta a diretor executivo, assumindo em pouco tempo a gestão da Finaustria, financeira do BBA;
Aqui começo a tecer considerações com base: https://joaoamoedo.com.br/quem-e-joao/historia/

– No curriculo informado pelo próprio candidato, considerando que em 1986 alavancou de trainee para diretor no Citibank, em 1988 foi para o BBA (curiosamente o ano de fundação da instituição bancária) e em 1999 passou a integrar a gestão Finaustria – para compreender bem o que aconteceu neste período, vamos nos recordar a composição de governo:

1987 a 1990 – Sarney
1990 a 1992 – Collor
1992 a 1995 – Itamar Franco
1995 a 2003 – FHC

Qual a história gerencial do BBA?
(Guardem todos os nomes citados a partir daqui)

Fernão Carlos Botelho Bracher iniciou a carreira no famoso escritório de advocacia “Pinheiro Neto”, foi Presidente do Banco Central de 1985 a 1987, eis que em 1988: http://www.bba.com.br/portugues/bba/index.asp

“A história do Itaú BBA começa com o BBA Creditanstalt, fundado em 1988 em São Paulo, por Fernão Bracher e Antonio Beltran, em parceria com o maior banco da Áustria. A atuação do banco estava voltada para operações financeiras bancárias, com características de atacado, e destaque para underwriting, hedge, crédito e câmbio.

Em 1991, foi a única instituição brasileira a coordenar o consórcio de bancos estrangeiros para investimentos no programa de privatização de empresas estatais. Ainda no mesmo ano, recebeu autorização do Banco Central para operar subsidiária em Bahamas e atender demanda de clientes na área internacional.”

Em 1991 o BBA foi a única instituição financeira autorizada pelo BACEN a operar subsidiária em Bahamas:
https://www.google.com/urlsa

 

Eu preciso dizer que Bahamas é um Paraíso Fiscal e que aqui meus amigos a COISA COMEÇA A FEDEEEER: https://istoe.com.br/25719_O+PARAISO+FISCAL+E+AQUI/

Sabem o caso Banestado? Então meus bons amigos, transcrevo:

“Uma outra frente de investigação, sob o comando do delegado da PF de São Paulo Protógenes Pinheiro de Queiroz, tenta desvendar outra prática ainda mais nociva para os cofres do País: a fraude de US$ 277 milhões aplicada por 25 bancos estrangeiros na conversão de títulos da dívida externa nos anos 80, que teria contribuído para aumentar a dívida externa do País. O inquérito, que corre sob sigilo de Justiça, atinge principalmente o banco francês PNB Paribas. Mas outros bancos, como Lloyds, American Express Bank e Deutsche (envolvidos no dossiê Banestado), também estão sob investigação.”

Mas o que CARALEOS isso tem a ver com o Amolejo?

Gustavo Franco é o economista da campanha de Amoedo…
https://www.google.com/amp/s/politica.estadao.com.br/noticias/geral,economista-de-amoedo-diz-que-fgts-e-fat-sao-mecanismos-obsoletos,70002455635.amp

…foi presidente do Banco Central na gestão FHC e chupem a manga com caroço e tudo, um dos principais investigados no caso Banestado: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc0412200317.htm

Obviamente, o modus operandi Tucano, que é blindagem judicial não deixou todo o caso ir pra frente, o que sobrou senhores foi dívida em cima de dívida pra gente – CONTRIBUINTES

Esse processo de quebradeira e privatizacão dos bancos nos anos 90 promovido FHC, fez a holding do Itau adquirir: BANERJ, BEMG, BANESTADO e BEG em 2002 o BBA passou a ser controlado pela Holding do itau.

O BBA triplicou de patrimonio nos 4 primeiros anos do governo FHC, ao passo que a divida praticamente dobrou em montante de juros.

Um exemplo do papel político do capital foi a compra pelo Itaú do Unibanco, no qual Amoêdo era vice-Presidente. A Receita Federal acusou o não pagamento de vários ganhos que teriam sido mascarados por diversas operações. Recentemente, a dívida que, somada às multas ultrapassava 20 bilhões de reaisfoi perdoada por uma canetada de um Conselho da Receita.

Senhores, basta a lógica agora, 425 milhões declarados pelo candidato, o que ja seria surreal em um país de livre mercado, este mesmo candidato integra associação think thank do especulador Soros, a casa das garças, gerenciou, administrou e foi sócio das maiores instituições bancárias cujas relações políticas e de especulação contribui para taxas de juros exorbitantes, aumento de divida e perdão, na base da canetada, de crimes contra o sistema financeiro.

Lembrando que o famoso escritório “Pinheiro Neto” formulou todas as atas do Partido Novo.

Próceres do sistema financeiro, como Fernão Carlos Botelho Bracher e Anis Chacur ja doaram R$ 100.000,00 para a campanha de Amoedo.

Então, o recado é: NOVO é o porradão na cara que vcs vão tomar se não pesquisarem a fundo a rede de influências desse fanfarrão.

One comment

  1. como acreditar em um site que nao tem expediente, quem assina esta matéria?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Apoie este projeto em favor do FIM DO COMUNISMO no Brasil

A RedeBrasil.NET está há 3 anos, 24hs, no AR contra o comunismo, Foro de São Paulo, URSAL e o projeto de implantação do socialismo no Brasil. Apoie e incentive este projeto contribuindo com nossa webrádio e canal do Youtube (RedeBrasil.NET) através do PayPal ou pelo meios disponíveis no site. Agradecemos por seu apoio.